Telemedicina
-
3/9/2021

Telessaúde: Qual sua importância para a medicina atual?

Com o avanço da tecnologia e as novas ferramentas, cada vez mais elaboradas, a telessaúde pode representar o futuro da medicina, e se a sua clínica deseja se manter moderna, ela deve acompanhar essa tendência.

A discussão acerca dos serviços de saúde à distância acontece há muitos anos, mas apenas nos últimos anos voltou a entrar em pauta.

Com isso, surgem novas possibilidades para as clínicas e consultórios, para os profissionais, e, claro, para os pacientes.

No entanto, para aproveitar todos os benefícios desse avanço, é importante entender, de fato, o que é a telessaúde, e como ela funciona, especialmente no Brasil.

Pensando nisso, nós preparamos um guia especial sobre o assunto, com tudo que você precisa saber para começar a alinhar a sua clínica com o futuro da medicina!


O que é a Telessaúde?

A telessaúde consiste em um sistema de prestação de serviços de saúde à distância, com base em sistemas de Tecnologias da Informação e Comunicação, os TICs.

Basicamente, as operações, consultas e procedimentos que são realizados por vias digitais são considerados parte da telessaúde.

Esse campo é bastante abrangente, com estruturas que se ramificam de acordo com cada segmento e nicho de atividade.

As subáreas da telessaúde ajudam a compor esse sistema, por meio de diferentes serviços que são realizados à distância.

Além disso, é importante destacar que esse campo envolve não apenas procedimentos médicos, como também outras rotinas de saúde, sejam administrativas, preventivas ou auxiliares.


Qual a importância da telessaúde para a medicina atual?

Existem diversas áreas que estão sendo beneficiadas pela telessaúde, cuja importância aumenta a cada dia.

Esse campo promove a democratização do acesso à serviços de saúde, levando procedimentos médicos para lugares mais remotos, por meio da tecnologia.

Dessa forma, populações inteiras podem ser atendidas por profissionais habilitados, mesmo em cidades pequenas ou ribeirinhas. Agora, não é mais necessário se locomover a grandes distâncias para receber atendimento de qualidade.

Além disso, a telessaúde também permite que a tecnologia se torne parte das rotinas de saúde, proporcionando exames mais precisos, diagnósticos mais completos e tratamentos mais assertivos, mesmo à distância.


O que a telessaúde abrange na prática?

A telessaúde é um campo de grande amplitude, pois não representa apenas consultas ou exames, por exemplo, mas sim todo o conjunto de serviços de saúde.

Por isso, para entender melhor como esse sistema funciona e qual a sua real importância, vale a pena conhecer suas principais abrangências:

Telemedicina

Dentro da telessaúde, o principal campo é a telemedicina, ou seja, o campo que inclui os procedimentos médicos e suas extensões.

Nesse caso, todos os serviços relacionados à prática da medicina, que são feitos à distância, fazem parte da telemedicina.

Além disso, essa categoria também é a mais praticada dentro do sistema de telessaúde, embora não seja a única existente, como muitas pessoas podem acreditar.

Teleconsulta

Enquanto isso, a telessaúde também engloba as teleconsultas, que são um dos principais serviços de saúde.

A telemedicina também é um campo abrangente, que envolve todos os procedimentos relacionados à prática médica.

Nesse caso, as teleconsultas fazem parte das rotinas de atendimento, promovendo a interação entre médico e paciente por meio das plataformas virtuais.

Telediagnóstico

O campo de telediagnóstico busca aumentar o acesso aos laudos médicos à distância, possibilitando que mais de um profissional avalie o documento.

Dessa forma, é possível chegar a um resultado mais preciso e completo, permitindo tratamentos assertivos e a redução do tempo hábil nos diagnósticos.

Além disso, o paciente também não precisa fazer vários retornos para saber os resultados, sendo possível fazer todo o procedimento pelas plataformas virtuais.

Teleducação

Como mencionado, a telessaúde não abrange somente procedimentos médicos, mas também outras áreas, e, entre elas, a teleducação.

Esses serviços incluem atividades educacionais à distância, com a ajuda de tecnologias de informação e de comunicação.

Assim, o núcleo pode desenvolver cursos, aulas, ministrar palestras e promover a formação de profissionais à distância.


Como funciona a telessaúde no Brasil?

Embora a telessaúde tenha se popularizado nos últimos meses, por conta da pandemia de coronavírus, esse serviço é autorizado no Brasil desde 2017, e funciona em diversos projetos pioneiros na área.

Os primeiros registros da telessaúde no país são de 1994, com o uso de plataformas virtuais para integrar informações em hospitais.

Ainda nos anos 90, o serviço passou a se desenvolver junto com a tecnologia, sendo implementado em outras áreas.

Em 1997, a teleducação se tornou parte da telessaúde no Brasil, com o nascimento de projetos de estudos na Universidade de São Paulo (USP).

No entanto, a iniciativa mais marcante foi a criação do Programa Nacional de Telessaúde Brasil Redes, em 2007. 

O sistema tinha por objetivo expandir e melhorar a rede de serviços de saúde, especialmente no setor de Atenção Primária à Saúde (APS). 

Desde então, essa ação nacional passou a integrar núcleos estaduais, intermunicipais e regionais, atuando também nos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Chamado TeleSUS, essa iniciativa atendeu mais de 1 milhão de pessoas no mês de abril de 2020, que marcou o início da quarentena para retrair a transmissão de coronavírus.

Inclusive, os serviços de telessaúde tiveram seu alcance ampliado durante 2020, por conta de medidas especiais do Governo Federal, promovendo o atendimento remoto em larga escala.

Com isso, outros estados passaram a criar seus próprios sistemas de atendimento à distância, onde, por meio de cadastro prévio, os pacientes podem conversar com agentes de saúde para verificar sua condição.

Embora os projetos de telessaúde no Brasil ainda estejam em fases de teste, as expectativas são de que essa área se desenvolva ainda mais.


Qual a diferença entre a telessaúde e a telemedicina?

Ao falar sobre telessaúde, muitas pessoas podem confundir o conceito com telemedicina, afinal, são segmentos parecidos.

No entanto, a principal diferença é o número de áreas que cada campo abrange.

A telemedicina é a prática de procedimentos médicos, e suas extensões, à distância. Nesse caso, ela inclui consultas, diagnósticos e até mesmo tratamentos, desde que relacionados às rotinas médicas.

Enquanto isso, a telessaúde é o campo principal, que engloba a telemedicina e também outras áreas, com amplo alcance.

Então, basicamente, a telemedicina é uma categoria da telessaúde.


Benefícios da Telesaúde

Por fim, depois de entender mais sobre como a telessaúde funciona, também é importante conhecer seus principais benefícios.

Dessa forma, você poderá compreender melhor a importância desse sistema, além de conferir o que ele pode proporcionar para a sua clínica. Veja mais detalhes:

Otimização de tempo

As rotinas à distância podem otimizar o tempo de todo o fluxo de trabalho, por conta da sua praticidade e acessibilidade.

Enquanto os médicos atendem os pacientes, outros profissionais já podem agilizar agendamentos de exames e diagnósticos, por exemplo, sem perder tempo entre as etapas do serviço.

Além disso, é possível ter uma maior organização das informações e dos procedimentos, o que otimiza as rotinas posteriores.

Custos menores

A telessaúde permite a redução de custos a longo prazo. Embora o investimento possa parecer elevado, é possível ter economias em diversos segmentos.

Por exemplo, não será preciso manter tantas equipes presenciais nos procedimentos, ou mesmo manter locais físicos de atendimento.

Dessa forma, a clínica poderá aplicar esses recursos em outras áreas, com menores custos no futuro. Afinal, o atendimento ocorre pela internet, em qualquer lugar.

Prestação de serviço mais assertiva

A telessaúde proporciona uma maior integração entre as rotinas médicas, proporcionando uma prestação de serviços ainda mais assertiva.

Uma equipe maior de profissionais pode atender ao paciente, seja durante a consulta, durante os exames ou na etapa de diagnóstico.

Com maior atenção e com a ajuda de tecnologias avançadas, é possível oferecer serviços de qualidade, completos e precisos.

Laudos médicos mais ágeis

Uma das etapas mais importantes no atendimento médico são os laudos médicos, documentos que possuem as informações do paciente, as impressões do profissional e todos os dados relevantes quanto ao diagnóstico.

No entanto, as rotinas convencionais podem demandar um tempo maior para elaborar os laudos, além de não ser possível compartilhá-lo com outros profissionais, por exemplo.

Contudo, com a telessaúde, os laudos são emitidos com maior agilidade, precisão e facilidade, além da possibilidade de envio para outros profissionais.

Essas rotinas ajudam a oferecer um serviço de qualidade para o paciente, otimizando todo o fluxo de trabalho.


Quando vale a pena fazer uso da Telessaúde no consultório ou no pronto-socorro?

A telessaúde já é uma realidade no Brasil e no mundo, e vale a pena investir nesse sistema na sua clínica.

Seus benefícios promovem um atendimento mais completo para o paciente, com diagnósticos mais precisos e tratamentos assertivos.

Além disso, ela disponibiliza os serviços de saúde para locais remotos, permitindo que todas as pessoas tenham acesso a procedimentos de qualidade.

A telessaúde é a aposta para o futuro da medicina, e é interessante que sua clínica invista nessa tecnologia, não apenas para modernizar o serviço que você oferece, mas também para acompanhar as novas tendências.

Por isso, mesmo que seu consultório ainda esteja em desenvolvimento, vale a pena começar a aplicar a telessaúde em suas rotinas, para ter um fluxo otimizado, moderno e acessível.