Gestão
-
15/8/2021

Gestão Médica: O que é, sua importância e como aplicar no consultório

Se você busca ter uma clínica com bons resultados e um ambiente de trabalho de qualidade, investir na sua gestão médica é fundamental.

Muitas pessoas podem acreditar que o setor administrativo de um consultório é um serviço de segundo plano, pois o foco principal dessas empresas é fornecer atendimentos de saúde.

No entanto, sem uma gestão eficiente, não é possível gerenciar a empresa e alcançar seu máximo potencial, comprometendo não somente o fluxo de operações profissionais, como também os serviços prestados ao paciente.

Por isso, é fundamental ter uma boa gestão médica na sua clínica e nós vamos te ajudar a entender mais sobre esse assunto neste guia, que inclui a importância dessa função e todos os seus benefícios.


O que é a gestão médica?


Gestão médica é um conjunto de estratégias que cuidam da política administrativa de um consultório, visando resultados mais eficientes, um ambiente de trabalho otimizado e colaboradores satisfeitos.

Basicamente, esse gerenciamento engloba todos os processos internos de administração, que lidam com os setores de departamento pessoal, finanças, atendimento e outras atividades.

Uma clínica vai muito além do seu atendimento ao paciente e, embora sua principal atividade seja voltada para os serviços de saúde, é preciso uma série de operações para manter o local funcionando.

Por exemplo, como toda empresa, é necessário lidar com os gastos e receitas, além dos funcionários, dos recursos utilizados e dos processos burocráticos.

Dessa forma, a gestão médica é uma prática que visa otimizar ao máximo essas necessidades, lidando com todos os ambientes administrativos para que os colaboradores possam exercer suas funções e atender aos pacientes.

Além disso, os programas de gestão também visam transformar o ambiente de trabalho de modo que ele seja, de fato, eficiente e de qualidade.

Afinal, se os médicos, enfermeiros e colaboradores não tiverem um local apropriado para suas atividades, não irão oferecer atendimentos satisfatórios, o que impacta a clínica como um todo.

Nesse caso, a gestão médica procura estabelecer as melhores estratégias para lidar com todos os assuntos burocráticos e internos de um consultório para mantê-lo operando.


A importância de uma gestão médica eficiente

Sem uma gestão médica eficiente no seu consultório, não será possível atingir o máximo potencial em seus atendimentos, comprometendo a qualidade do serviço e até mesmo colocando a clínica em risco.

Muitas pessoas enxergam os centros de saúde apenas como prestadores de serviço, mas é preciso que existam gestores comprometidos para manter a clínica funcionando internamente.

Sem uma gestão de consultório apropriada, a clínica deixará de operar de maneira produtiva, pois seus processos não funcionam como deveriam.

Por exemplo, um médico precisa de recursos para atender os pacientes. No entanto, se a gestão da clínica não comprar esses materiais, não terá como oferecer os serviços para a comunidade.

Ou, ainda, se o consultório não pagar as contas, não terá como adquirir recursos que mantenham suas operações.

Em resumo, sem uma boa gestão médica, a empresa deixa de ter uma administração saudável e eficiente.

Além disso, cada empreendimento precisa de um gerenciamento específico, que entenda suas necessidades e possa fornecer o que o ambiente precisa.

Dessa forma, não é possível aplicar uma gestão empresarial qualquer na administração de uma clínica de saúde. Assim, a gestão médica é a forma mais apropriada de gerenciar esses locais, sendo fundamental para que ela continue funcionando.


Benefícios da gestão clínica


Uma gestão médica eficiente é capaz de oferecer diversos benefícios para a sua clínica e é importante conhecê-los, para entender sua real importância.

Por isso, confira algumas das principais vantagens e o que elas podem oferecer no ambiente profissional:

Controle da agenda de consultas e exames com a gestão médica

Um consultório tem como base de suas atividades o atendimento de saúde, mas esses procedimentos também precisam seguir uma série de rotinas, para que possam ser realizados com qualidade.

Nesse caso, é a gestão médica que se responsabiliza pelo controle da agenda de consultas e exames, garantindo que todos os procedimentos ocorrem sem imprevistos.

Sem uma administração interna responsável, as agendas podem se tornar bagunçadas, comprometendo os atendimentos e o serviço da clínica.

Histórico dos pacientes

Além disso, um atendimento médico de qualidade deve levar em consideração o histórico do paciente, para oferecer diagnósticos e laudos mais precisos e assertivos.

No entanto, nem todos os profissionais podem pesquisar esses históricos durante os atendimentos. Fica a encargo da gestão médica localizá-los e deixar tudo organizado.

Dessa forma, a rotina de trabalho se torna mais rápida e otimizada, pois todos os colaboradores se ajudam e adiantam os processos burocráticos, proporcionando uma experiência de qualidade para o público.

Controle Financeiro

Ainda, um dos setores mais importantes que se relacionam à gestão médica é o controle financeiro.

Sem uma boa administração das finanças, não é possível seguir com as operações do consultório, pois não haverá recursos para dar continuidade a esses procedimentos.

Além disso, o controle financeiro é fundamental em qualquer empresa, mesmo nos centros de saúde e é o gestor médico que irá se responsabilizar por essas operações.

Processos administrativos organizados

Para ter um bom fluxo de trabalho e otimizar a rotina de todos os colaboradores, é importante que os processos administrativos sejam organizados e acessíveis.

Essa organização também é feita pela gestão médica, o que a torna ainda mais essencial para a manutenção da clínica e seus serviços.

É preciso ter uma equipe de responsáveis que saiba organizar documentos, prontuários, exames e agendas, por exemplo.

Isso não apenas facilita o trabalho de todos os profissionais, como também permite que a clínica desenvolva um ambiente mais estruturado para todos os envolvidos.

Prontuário eletrônico integrado

Com a gestão médica, as clínicas poderão aderir a novas tecnologias, pois suas rotinas de trabalho estarão mais organizadas e poderá ter recursos para investir nesse setor.

Por exemplo, os prontuários eletrônicos integrados permitem que os profissionais acessem os dados do paciente em qualquer estação, não necessariamente na mesma clínica.

Isso permite uma maior eficiência nos atendimentos, além de facilitar outras rotinas, como checagem do histórico do paciente e anotação de informações relevantes.

Nesse caso, é a gestão de consultório que possibilita a implementação desse e outros benefícios no dia a dia médico.

Utilização da Telemedicina nos atendimentos

Por fim, a telemedicina é uma área que está se tornando cada vez mais popular, e os avanços tecnológicos estão permitindo a integração de diversos processos, tornando-os mais rápidos e efetivos.

Entretanto, para utilizar essa tecnologia nas rotinas médicas, é fundamental que a clínica tenha uma boa organização e seja capaz de integrar seus equipamentos, processos e colaboradores.

Essa adaptação pode ser otimizada com a gestão médica, que se torna responsável por gerenciar a empresa internamente, possibilitando o uso desses recursos.

Com um ambiente estruturado, os profissionais e todo o consultório poderão aproveitar as vantagens que a telemedicina traz, mas apenas se suas rotinas estiverem devidamente alinhadas.

E com os novos cenários e as liberações do Conselho Federal de Medicina (CFM) para uso da telemedicina, essa prática se tornará ainda mais comum.

Assim, o avanço da sua clínica e o potencial de novos recursos também depende de uma boa gestão.


Como implantar a gestão médica?

Depois de conhecer as vantagens da gestão médica, muitos administradores podem se interessar por implantar esse conjunto de estratégias em seus consultórios.

Embora seja um processo que depende diretamente das necessidades e demandas de cada clínica, existem algumas dicas que podem ajudar nessa transição.

Confira as principais e veja como começar a utilizar essa prática no seu centro de saúde:

Conheça os seus pacientes

Para implementar a gestão médica de maneira eficiente em seu ambiente de saúde, é fundamental conhecer os seus pacientes.

Pode não parecer, mas o seu público é essencial para traçar as melhores estratégias de administração.

Isso porque a gestão de consultório é um conjunto de práticas que têm por objetivo melhorar o atendimento e o serviço aos pacientes.

Nesse caso, conhecê-los ajudará a determinar quais estratégias poderão tornar sua clínica mais organizada e eficiente.

Dessa forma, procure conhecer seu público, suas rotinas, o que eles buscam e como eles impactam nos processos de trabalho internos.

Treine sua equipe para fazer uso da gestão médica

Outra dica fundamental para aplicar a gestão médica no seu dia a dia é ter uma equipe treinada que colabore com essas práticas.

Por isso, procure informar seus colaboradores sobre cada estratégia e unir seus processos para ter uma administração mais eficiente.

Nesse caso, é fundamental utilizar boa comunicação, integração de tarefas e colaboração coletiva para ter uma gestão de qualidade e que atinja todos os objetivos traçados.


Quais os principais resultados que a gestão médica pode trazer?


Por fim, com uma boa gestão médica, é possível ter resultados consideráveis de curto, médio e longo prazo.

A princípio, essa prática irá oferecer rotinas mais organizadas, processos mais rápidos e um ambiente de trabalho de qualidade para os profissionais.

Com isso, os atendimentos externos também irão melhorar, o que aumenta a credibilidade da clínica, expandindo seu alcance para outros públicos.

Uma boa gestão também pode reduzir custos, além de possibilitar a implantação de novas tecnologias, por ter uma rotina bem estruturada e organizada que permita esse avanço.

Basicamente, uma gestão de consultório assertiva pode impactar todos os setores, nas rotinas do dia a dia e também nas metas de longo prazo.


Vale a pena investir na gestão médica?

Se você possui uma clínica e deseja alcançar o máximo potencial dos seus serviços, certamente vale a pena investir em gestão médica.

Como qualquer empresa, é fundamental que haja um planejamento estratégico eficiente dos processos internos e administrativos e é essa a função dessa prática.

Por isso, para ter um consultório operacional, que possa seguir com todos os atendimentos de maneira assertiva e com excelência, é importante investir na sua gestão médica, para aproveitar todos os benefícios e ter um ambiente de trabalho mais estruturado.