Gestão
-
15/8/2021

Gestão hospitalar: O que é e qual a sua importância na área da saúde

Profissionais de saúde que se interessam pela área administrativa e desejam se tornar diretores competentes podem se especializar em Gestão Hospitalar.

Essa área se tornou tão importante para os centros de saúde que, atualmente, também é um curso de ensino superior, que ensina os profissionais a serem administradores com excelência.

Além de ser uma forma de tornar o ensino administrativo mais acessível, essa área também é fundamental para o gerenciamento de hospitais, dos seus serviços e de todas as suas rotinas.

Por isso, é fundamental conhecer mais sobre a gestão hospitalar e qual a sua importância. Para te ajudar com este assunto, preparamos um guia especial com tudo que você precisa saber para implementar uma boa administração no seu hospital.


O que é a gestão hospitalar

Gestão Hospitalar é um conjunto de práticas aplicadas por um profissional que realiza a administração de um hospital, público ou privado, com o objetivo de mantê-lo operacional e eficiente.

Além disso, essa área também é um curso de ensino superior, que treina e orienta profissionais que irão assumir a gestão de uma instituição de saúde de grande porte.

Como o nome indica, a gestão hospitalar cuida dos procedimentos internos que regem um hospital.

Embora muitas pessoas possam achar que esses centros de saúde funcionam de maneira simples, sua estrutura se assemelha à de qualquer outra empresa.

Dessa forma, é importante que exista um profissional capaz de gerenciar esses processos como outros diretores e presidentes. Afinal, são os processos internos que permitem a prestação de serviços para a comunidade.

Nesse caso, a gestão de hospitais deve cuidar para que todas as rotinas estejam integradas, para que os profissionais tenham um ambiente organizado de trabalho e que não falte nenhum recurso para os atendimentos.

Uma vez que essa área é de extrema importância para o funcionamento de um hospital, a Gestão Hospitalar também se tornou um curso de formação superior, certificado pelos guias de profissões.

Assim, é possível garantir que existam profissionais realmente capacitados para lidar com todas as responsabilidades que essa área demanda.


A importância da gestão hospitalar

Basicamente, a gestão hospitalar é a área responsável por manter o hospital em pleno funcionamento.

Esse setor cuida de todos os demais departamentos administrativos, garantindo que suas rotinas estejam em sincronia e que possuam todo o necessário para realizar atendimentos de qualidade.

Por exemplo, a gestão hospitalar administra as finanças da empresa, realizando a compra de materiais e pagamento de despesas.

Além disso, essa área também precisa manter os colaboradores satisfeitos, em um ambiente de trabalho saudável, proporcionando todas as ferramentas para que seu trabalho seja de excelência.

De fato, a gestão hospitalar é de extrema importância para os grandes centros de saúde e também para a comunidade, que utiliza desses serviços a todo momento.

No entanto, a falta de bons gestores vem se tornando um problema e a melhor maneira de contornar essa situação é oferecer cursos capacitantes e de qualidade para a formação de profissionais que ofereçam uma boa administração.

Com a gestão hospitalar, é possível que a equipe de colaboradores tenha uma visão macro de todas as operações, além de elaborar estratégias que auxiliam na tomada de decisões.

Por isso, esse setor é fundamental para o funcionamento de qualquer hospital, além de precisar de uma equipe de liderança e que seja capaz de executar todas as funções necessárias.


Principais atividades da gestão hospitalar

Para conhecer a gestão hospitalar efetivamente e entender melhor o que ela pode proporcionar, é importante saber quais são suas principais atividades. Confira abaixo:

Planejamento administrativo

Todas as rotinas administrativas ficam a encargo da gestão hospitalar. Ela deverá elaborar todos os planejamentos estratégicos que definirão a maneira como o centro de saúde opera no dia a dia.

Isso inclui operações burocráticas, distribuição de recursos, tomadas de decisões e o gerenciamento completo dos setores internos.

Controle de atividades

A gestão hospitalar também é responsável por controlar as atividades que são realizadas dentro e fora do hospital.

É por esse motivo, inclusive, que as equipes de gestores precisam de uma formação de qualidade e específica, pois eles devem conhecer não apenas as funções administrativas, mas também práticas.

Afinal, eles serão responsáveis por controlar cada exame, atendimento e tratamento realizado no hospital, além de outras funções que acontecem no centro de saúde e possibilitam a continuidade do serviço.

Organização de processos

Essa gestão não apenas é responsável por planejar e executar as atividades do hospital, como também organizar todos os processos relacionados a essas funções.

Isso inclui, por exemplo, as rotinas dos médicos e enfermeiros, as atividades das equipes auxiliares, o agendamento de consultas e o uso de equipamentos.

Esse setor é de extrema importância para um hospital, pois ele dita a maneira como as operações irão acontecer até que o atendimento seja realizado.

Solução de problemas técnicos

Além disso, como em toda empresa, o setor de gestão se torna responsável pela solução de problemas técnicos que venham a acontecer.

Assim, os profissionais dessa equipe devem ter um conhecimento específico que permita a execução dessa atividade.

Por exemplo, problemas em máquinas e equipamentos de exames ou na integração de atividades diretamente dependentes.

Se uma rotina técnica não funciona - e isso pode comprometer todo o fluxo de trabalho -, é a gestão hospitalar que deve lidar com isso.

Solução de problemas e diagnósticos

Ainda, as equipes da gestão hospitalar não devem ter conhecimentos apenas administrativos, como também precisam ser profissionais da saúde, pois é sua responsabilidade solucionar problemas e diagnósticos.

Essa função vai desde o auxílio durante um atendimento, até a descoberta de falhas em laudos médicos, problemas com os colaboradores e com os serviços que o hospital oferece.

O paciente é o principal foco desses centros e todo e qualquer problema que ocorre nesse sentido deve passar pela gestão hospitalar, que deve ser capaz de resolvê-los.


Benefícios da gestão hospitalar

Além da gestão hospitalar ser de extrema importância para os grandes centros de saúde, ela também traz alguns benefícios interessantes para as empresas desse segmento.

Confira alguns dos principais:

Financeiro mais estratégico

Um hospital também precisa de um planejamento financeiro estratégico e a gestão hospitalar pode proporcionar isso.

Os administradores contam com uma formação técnica justamente para ampliar sua visão e oferecer novas soluções para gerenciar o ambiente, especialmente na questão financeira.

Dessa forma, é possível potencializar os serviços oferecidos, além de trazer outras vantagens no futuro.

O gestor deve entender o que o hospital precisa e, por ter conhecimentos específicos sobre isso, é capaz de elaborar um setor financeiro mais estratégico e eficiente.

Acompanhamento próximo da infraestrutura

Outra vantagem da gestão hospitalar é a união do gerenciamento interno e externo, em todos os âmbitos.

Os profissionais não lidam apenas com rotinas administrativas, com os colaboradores ou com os pacientes, mas também podem acompanhar de perto a infraestrutura do hospital.

Dessa forma, poderão encontrar problemas no prédio e nos equipamentos, prevenindo situações piores no futuro.

A infraestrutura de um hospital também é parte fundamental da sua composição e uma boa gestão hospitalar também oferece cuidados e acompanhamentos nessa parte.

Investimento em tecnologia

Por fim, um dos grandes benefícios da gestão hospitalar é a possibilidade de investimento em tecnologia.

Grandes centros de saúde são conhecidos por seus serviços convencionais, mas, com uma boa equipe de gestão, é possível trazer avanços para o setor.

Atualmente, muitos hospitais com profissionais qualificados estão podendo investir na telemedicina, por exemplo, o que proporciona diversas vantagens para o centro de saúde e para os pacientes.

Assim, é fundamental ter um gestor responsável na liderança de uma clínica e a gestão hospitalar permite isso.


Principais profissionais que atuam na gestão hospitalar

Para conhecer mais detalhes sobre a gestão hospitalar e sua importância, vale a pena conferir alguns dos principais que atuam nessa área:

Docência

Ao se tornar um curso de formação superior e técnica, a gestão hospitalar também passou a contar com profissionais de docência.

Professores, mestres e doutores compõem diversas equipes de gestão, por conta dos seus conhecimentos e experiência em atuação.

Além disso, vários gestores se tornam educadores para formar novos profissionais com base em sua atuação prática.

Pesquisador

A gestão hospitalar também conta com diversos pesquisadores, que podem ser docentes ou profissionais que realizam pesquisas inovadoras na área.

Isso possibilita a aplicação de novas ideias no ambiente de saúde, além de trazer tecnologias e solucionar problemas que tornarão esse setor mais eficiente e prático.

Analista

Ainda, uma gestão hospitalar deve contar com os analistas, profissionais especializados em lidar com dados e métricas.

Dessa forma, a gestão terá a atuação de um colaborador perito em áreas técnicas, possibilitando uma administração precisa e concreta, baseada em dados e análises feitas por especialistas.

Gerente

Por fim, assim como outras empresas, a gestão hospitalar também conta com gerentes.

Esses encarregados auxiliam os gestores a lidar com todas as funções da área, além de administrar os departamentos, os colaboradores e ajudar na resolução de problemas.


Quando é possível saber que a gestão hospitalar está eficiente?

Se você possui uma gestão hospitalar e não sabe dizer se ela é eficaz, é importante analisar os resultados visíveis na sua empresa.

Uma boa gestão proporciona um ambiente mais eficiente, rotinas mais integradas e procedimentos mais acessíveis.

O número de problemas diminui e, quando surgem, são resolvidos de maneira assertiva e rápida.

Além disso, uma gestão hospitalar eficiente também permite que todos os processos continuem acontecendo sem interrupções e apresentam resultados visíveis, como diagnósticos precisos, faturamento positivo e pacientes satisfeitos.

Nesse caso, é importante analisar o ambiente como um todo para identificar os reflexos de uma boa equipe de gestão.

Assim, você também poderá identificar onde estão as falhas, o que fazer para melhorá-las e como otimizar a sua gestão hospitalar com base no que o seu hospital precisa.