Telerradiologia
-
15/6/2021

Telerradiologia: O guia completo sobre que você precisava sobre o tema!


A telerradiologia é uma das especialidades que mais crescem no ambiente da medicina virtual, e pode representar o futuro da prática em toda a área da saúde.

Por conta de seu caráter tecnológico, a novidade ainda causa receio em algumas pessoas, que podem duvidar da eficiência desses exames e laudos.

No entanto, conhecer melhor esse procedimento e como ele funciona pode ser a solução para que pacientes e consultórios possam aproveitar integralmente todos os benefícios que ele proporciona.

Por isso, nós preparamos um guia completo sobre telerradiologia, com tudo que você precisa saber sobre a modalidade.


O que é a telerradiologia?

Telerradiologia é a prática da radiologia a distância, por meio da internet. Essa especialidade da medicina utiliza equipamentos e procedimentos com radiações para a realização de diagnósticos e tratamento de doenças.

No entanto, com as novas tecnologias, os procedimentos de transmissão de imagens e exames, bem como a elaboração de laudos médicos, passaram a ocorrer de forma eletrônica e remota.

Segundo a resolução n° 2.107/2014 do Conselho Federal de Medicina (CFM), a telerradiologia é descrita oficialmente como: 

“O exercício da Medicina, onde o fator crítico é a distância, utilizando as tecnologias de informação e de comunicação para o envio de dados e imagens radiológicas com o propósito de emissão de relatório, como suporte às atividades desenvolvidas localmente”.

Muitos acreditam que essa especialidade virtual é uma tecnologia recente. Contudo, a telerradiologia já é utilizada nos Estados Unidos desde 1930.

Os primeiros estudos começaram quando um navio da marinha utilizou o rádio-telefone para uma consulta médica.

Os tripulantes informaram sobre os exames a distância, e os profissionais puderam realizar o atendimento remotamente.

Posteriormente, com o avanço dos meios de comunicação digital, ramos como a telerradiologia se tornaram ainda mais populares e acessíveis.

No entanto, é preciso seguir uma série de padrões, para que o exercício dos exames e diagnósticos não seja prejudicado.

Assim, os profissionais podem trabalhar com imagens e resultados de qualidade.

Além disso, a telerradiologia pode abordar diversas subáreas de especialização, como:

  • Neurorradiologia;
  • Radiologia cardíaca;
  • Musculoesquelético;
  • Ressonâncias torácicas.
  • Radiologia oncológica;
  • Entre outras.


Qual a importância da telerradiologia?

A princípio, a telerradiologia permite que profissionais, hospitais e clínicas tenham acesso a inúmeras tecnologias desse ramo de maneira remota, sem barreiras geográficas.

Dessa forma, especialistas podem realizar atendimentos complexos com maior facilidade e qualidade, emitindo laudos, diagnósticos e assessorias mesmo à distância.

Além disso, os equipamentos de telerradiologia acompanham os avanços tecnológicos, proporcionando resultados ainda mais assertivos.

Essa modalidade permite, também, a interação entre diferentes centros de tratamento. Não apenas entre radiologistas e outros profissionais, mas também entre clínicas.

Por exemplo, uma equipe pode consultar um especialista à distância, que pode auxiliar em um tratamento ou laudo mesmo sem estar presente fisicamente.

Essa contribuição e troca de experiências é fundamental para o desenvolvimento de uma medicina atualizada e de qualidade.

Ainda, a telerradiologia também representa novas formas de atendimento ao paciente.

Ela traz mais agilidade, assertividade e menos custos, sendo de extrema importância para a evolução dos procedimentos de saúde.


Como a telerradiologia funciona


De forma geral, os procedimentos da telerradiologia funcionam de maneira semelhante à radiologia tradicional, onde a principal mudança é a forma de emissão desses resultados.

A princípio, o paciente realiza a consulta e os exames necessários de forma presencial, em centros especializados de telerradiologia ou radiologia tradicional. Dessa forma, a equipe local pode auxiliar durante todo o processo, tirando dúvidas do paciente e prosseguindo com as etapas para emitir as imagens corretamente.

No entanto, após os exames, as imagens e resultados seguem diretamente para o médico responsável, por meio de sistemas e plataformas próprias dessa modalidade. Assim, o especialista não se encontra no local dos exames, e sim em seu consultório ou em outra localidade, aguardando a emissão.

É importante lembrar que os exames físicos e as imagens de radiação são apenas parte dos procedimentos da telerradiologia.

Depois dessas etapas, o paciente pode entrar em contato com o especialista remotamente, para informar seus dados pessoais e clínicos, fundamentais para a elaboração dos laudos posteriores.

O envio das imagens e exames deve ser feito por meio de uma conexão confiável e estável, com tecnologia de ponta para garantir a segurança e a confidencialidade de todos os dados.

Geralmente, os resultados são armazenados no formato DICOM (Digital Imaging Communications in Medicine, ou Comunicação por Imagens Digitais na Medicina em tradução).

Depois, são transmitidos por um sistema PACS (Picture Archiving and Communication System, ou  Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens).

Cada clínica tem a liberdade de utilizar sua própria plataforma, mas a maioria segue esse padrão de formato. Em resumo, a telerradiologia funciona unindo os procedimentos físicos e virtuais, proporcionando uma experiência mais completa e assertiva para o paciente.


Diferenças entre a telerradiologia e a radiologia tradicional

Como mencionado, a principal diferença entre a telerradiologia e a radiologia tradicional é a forma de emissão dos resultados e do laudo médico.

Ambas as especialidades ainda utilizam equipamentos físicos para a realização dos exames, e precisam manter especialistas presenciais nos centros de saúde para cumprir essas etapas.

No entanto, com a telerradiologia, não existe mais a necessidade de manter uma equipe inteira em apenas um local.

Enquanto o ramo tradicional necessita de diversos profissionais para operar os exames e propor diagnósticos, a modalidade a distância permite que os especialistas trabalhem em outros locais, otimizando seu tempo e atendimento.

Além disso, a radiologia tradicional muitas vezes não permitia que o paciente pudesse escolher os especialistas de sua preferência, por conta das equipes e do acesso nos consultórios.

No entanto, com a telerradiologia, diferentes profissionais podem trabalhar juntos sem ter uma relação direta, ampliando as possibilidades do procedimento.

Por fim, em termos práticos, a radiologia tradicional possuía um tempo hábil muito maior, para emissão das imagens e publicação do diagnóstico.

Com os laudos digitais, é possível obter os resultados com muito mais rapidez, sem espera ou atrasos.


Diferencias da telerradiologia

Investir na telerradiologia pode oferecer alguns diferenciais para sua clínica ou consultório, por conta das suas características. 

Confira algumas das principais:

Melhora nos índices de assertividade de diagnósticos

De fato, utilizar a tecnologia em procedimentos médicos pode diminuir consideravelmente as chances de erros ou falhas. Assim, com a telerradiologia, é possível identificar uma melhora nos índices de assertividade.

Embora os exames sejam físicos e presenciais, as imagens oferecem uma resolução de maior qualidade, que auxilia na composição dos diagnósticos.

Além disso, diversos sistemas auxiliam na interpretação dos exames, proporcionando uma avaliação mais segura e completa para o paciente.

Qualidade elevada

A telerradiologia conta com equipamentos de última tecnologia, que possibilitam a execução apropriada de todos os seus serviços.

Com isso, a qualidade dos procedimentos e dos laudos também se eleva. Além de imagens e exames com maior resolução e mais completos, por exemplo, os sistemas de comunicação buscam otimizar os atendimentos de maneira assertiva.

Assim, os pacientes podem contar com resultados de qualidade, diagnósticos detalhados e tratamentos mais assertivos para seus casos.

Benefícios da Telerradiologia


Por fim, investir na telerradiologia não oferece benefícios apenas para os pacientes, mas também para as clínicas e consultórios. 

Confira alguns dos que mais se destacam:

Laudos médicos de alta qualidade

É fato que equipamentos e plataformas de qualidade proporcionam laudos médicos de qualidade, mas a vantagem não é apenas essa. Um laudo médico deve levar em consideração mais do que apenas as imagens e exames, mas também o quadro geral do paciente.

Isso é fornecido a partir de consultas, avaliações clínicas e conversas com o médico, que também são procedimentos proporcionados pela telerradiologia.

Com essa modalidade, o paciente pode entrar em contato com o especialista com muito mais facilidade, em qualquer lugar que estiver.

Além disso, o profissional terá acesso a todos os dados pertinentes, podendo fazer uma avaliação muito mais completa, o que proporciona resultados e laudos melhores.

Redução de custos

Ao contrário da radiologia tradicional, com a telerradiologia não é preciso manter equipes presenciais de especialistas a todo momento, o que reduz os gastos do hospital.

Nesse caso, manter os profissionais que realizam os exames é suficiente para oferecer um atendimento otimizado e de qualidade.

Enquanto isso, os demais médicos e assistentes podem operar em outros lugares, potencializando seu rendimento.

Além disso, a redução dos custos também é prática, por conta da manutenção das clínicas, salas e outros equipamentos que uma equipe inteira precisa para se manter.

Equipe médica trabalhando remotamente

O trabalho remoto se mostra cada vez mais benéfico e seguro, especialmente na área da saúde.

Com a telerradiologia, os especialistas podem trabalhar a distância, dos locais que preferirem, inclusive em seus próprios consultórios.

Além do atendimento remoto, que é mais fácil e acessível, também existe a possibilidade de escalas de emergência mais práticas, acionando esses profissionais em horários que, presencialmente, talvez não fosse possível.

Melhora no atendimento de pacientes

Todos esses benefícios são fundamentais para melhorar a experiência e o atendimento dos pacientes.

Eles não precisarão ficar esperando horas em filas para serem atendidos, ou aguardar longos períodos após o exame para receber seu diagnóstico.

O contato com o especialista é facilitado e prático, podendo ser feito de qualquer lugar, desde que exista a conexão com a internet.

Dessa forma, os pacientes podem contar com um atendimento mais eficaz e qualificado.

Agilidade de processos

Por fim, a telerradiologia possibilita que resultados e laudos sejam emitidos com muito mais rapidez e eficiência.

O compartilhamento de dados ocorre quase que instantaneamente, além do contato com outros profissionais e com os próprios pacientes.

Isso otimiza não apenas a emissão dos diagnósticos e tratamentos, mas também a rotina de serviços, que podem executar mais exames em um tempo hábil menor, agilizando todos os processos de maneira segura e assertiva.


Vale a pena trabalhar com a telerradiologia nos dias de hoje? 

Embora a telerradiologia ainda seja uma novidade no Brasil, diversos hospitais e clínicas estão investindo nessa tecnologia, por conta dos benefícios que ela traz.

Com equipamentos de qualidade e processos mais rápidos, os especialistas podem oferecer um serviço otimizado, com menores chances de erros e maior excelência para os pacientes.

Além disso, a modalidade também possui diversas vantagens práticas, como redução de custos e agilidade nas operações.

Assim, vale a pena pesquisar mais sobre a telerradiologia, e procurar especializações que abordem esse ramo de atividades.

Especialidades como essa serão o futuro da medicina, mas seus benefícios já podem ser aproveitados nos dias de hoje, por meio de tecnologias de ponta e que oferecem serviços de saúde cada vez melhores.